Roberto Umansky

Roberto Umansky

Abertura: 12 de junho de 2002, quarta-feira às 20hs
Exposição: de 12 de junho a 6 de julho
Mesa Redonda: Ecologia e Arte Terapia
26 de junho, Quarta-feira, das 18h30min às 20h30min
Participantes: Roberto Umansky - Arquiteto e Artista plástico
Bárbara E. Neubarth – Psicóloga
Celma Paese – Arquiteta e Artista Plástica
Horário: segundas a sextas das 9h30min às 18h30min, 
sábados das 9h30min às 13h30min

veja fotos do vernissagem

Em madeira, cristais e bronze, 
Umansky dá forma aos sonhos e à sensulidade

Uma pequena floresta de esculturas, assim podemos definir a mostra individual do escultor Roberto Umansky, que nos proporciona a Galeria Gravura, em Porto Alegre, até o dia 6 de julho. A idéia de reunir pedaços de árvores estilhaçados e dar-lhes forma, pode não ser inédita. O orginal está nas formas que dançam, na sensualidade, como na obra "Eu e Tu", ou a riqueza dos detalhes com os quais o escultor insufla vida movimento, em sua criação.
Talvez fadas, duendes, pássaros e amantes, nos fazem pulsar no calor da madeira em diversas tonalidades. No recurso de incrustações de peças em bronze reciclado e cristais, que emprestam luz, força e uma certa diafanidade, Umansky, intencionalmente, busca intrigar e envolver em seus contornos, o espectador.
"São figurações e semi-figurações, onde o espectador vai vizualizar algo concreto", confidencia o escultor. 
É preciso relembrar o percurso de Umanky, o "Beto", que por possuir nacionalidade uruguaia, Argentina e brasileira, é chamado de o mais Mercosul dos nossos artistas. Na verdade, Beto - que somente no Brasil já somou de 120 exposições - também teve passagem marcante na velha Europa. Ele participou da primeira exposição de artistas gaúchos, em março de 2000, convidado pela reitoria da Universidade de Santiago de Compostela, na Espanha, em homenagem aos 500 anos do Descobrimento do Brasil. 
Entre algumas mostra de destaque na América Latina, participou do "Poploniarte Uruguaio '93, promovido pela Embaixada de Polônia no Uruguai e realizou exposição em Punta del Este com patrocínio da Embaixada da Espanha em Uruguai, participando ainda durante 1999/2000, do Projeto Enartes, 
Depois de participar de eventos concorridos como Casa Cor 97/99, a II Bienal de Arquitetura do Museu de Artes do Rio Grande do Sul (MARGS) e o Projeto Arte pela Paz em Canela, o escultor reforça esta nova fase, onde une arte e preservação ambiental. 
"As obras em exposição na Galeria Gravura, representam "um retorno ao tema ecologia que já me preocupava no inicio dos anos 90, quando desenvolvi vários trabalhos na Espanha", conclui Roberto Umansky.

Joyce Larronda Jornalismo

 

mais obras